segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

APRENDIZAGEM NA PERPECTIVA PIAGETIANA




QUERO COMPARTILHAR COM TODOS ESSAS INFORMAÇÕES OBTIDAS EM MINHA PARTICIPAÇÃO NO CURSO PAIC- PROGRAMA DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PROMOVIDO PELO O GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ EM PARCERIA COM A EDITORA APRENDER.

A APRENDIZAGEM SEGUNDO A TEORIA DE PIAGET

O foco principal da teoria de Piaget é a questão do conhecimento e como o ser humano atinge o pensamento racional e como se processa a aquisição da aprendizagem
Piaget observou que a aprendizagem pode ser construída a partir da interação do sujeito com o objeto de estudo, quer dizer que a partir da ação o sujeito é capaz de compreender e entender. Para ele a ação cria o elo,' que permite o confronto da realidade com a reflexão, com a consciência, entretanto ser capaz de fazer não significa ser capaz de compreender. O saber fazer sem compreensão pode ser decorrente de uma casualidade definida pela observação dos efeitos sobre os objetos. O processo da ação para a operação seria a tradução da ação (fazer) em uma rede de significações na qual é possível identificar as razões que dão os significados (compreender).
ETAPAS DE UMA AÇÃO PIAGETIANA:
ESQUEMA DE ASSIMILAÇÃO
É aquilo que é generalizável numa determinada ação. É a estrutura sensório-motora e operatória pela qual o sujeito se adapta ao meio e o organiza. É uma estrutura variável que se adapta e se modifica com o desenvolvimento. Na qualidade de mediadores, os esquemas são as pequenas estruturas ou unidades celulares de respostas que permite generalizar uma determinada ação. Pelo esquema de ver, a criança assimila o mundo, as cores, os movimentos. Desde o início do desenvolvimento a criança apresenta um certo número de esquemas.
TOMADA DE CONSCIÊNCIA
A tomada de consciência seria aprender o significado e reunir. Exprimir significações e reunir estas significações num modo de conexão implicação significante, seria a característica mais ampla dos estados de consciência, desde os mais elementares até as mais elevadas conceituações. Assim a ação e seu contexto podem ser expressos através da língua, imagens, escrita ações e reflexões. Ou seja, podem ser representados no mundo exterior e também no plano do pensamento. A operação significa a ação interiorizada.
GENERALIZAÇÃO
É a aplicação dessa aprendizagem a diferentes situações. Através de uma repetição espontânea, o aluno aplica o esquema adquirido até obter sua consolidação. E evidente que toda aprendizagem necessita de exercitação; no entanto esta deve ser realizada através de atividades generalizadoras, isto é, onde possa exercitar o que foi aprendido em situações mais complexas criativas e lúdicas com alternativas diferentes para aplicação da aprendizagem. De acordo com Lima (1989) o objeto desse estudo é oferecer um referencial para a prática pedagógica aplicada em sala de aula de acordo com a realidade em que o professor esteja inserido.



PRINCÍPIOS DE UMA EDUCAÇÃO LIBERTADORA
UMA CRIANÇA PRECISA FALAR:
Para alfabetização é fundamental a existência de um vocabulário amplo, o que deve pressupor um maior número de experiências da criança. Falar exercitar a expressão de idéias e ampliar o mundo mental, do que resultam em possibilidades de transformar a realidade. Falar é, portanto, um direito da criança, já que é um elemento do seu próprio desenvolvimento. As crianças falando, desenhando, dramatizando estão na realidade, experimentando gradualmente a liberdade e a participação.
UMA CRIANÇA PRECISA AGIR:
Conhecer o mundo através de experiências diretas, as funções dos objetos, como eles são, relacioná-los entre si, estabelecer semelhanças e diferenças, organizá-los em classes observá-los é objetivo da educação, particularmente no período entre zero e onze dose anos. Para se conhecer realmente um objeto, é necessário manipulá-lo. Conhecer significa, portanto, ação sobre o meio, e se a criança pode desde cedo transformá-lo, primeiro para que se ajuste as suas necessidades individuais e mais tarde, para atender aos interesses do seu grupo e de sua comunidade.
PARA A CRIANÇA NÃO HÁ ERRO NO DESEMPENHO DE UMA TAREFA
Todos os trabalhos feitos pelas as crianças devem servir para diagnosticar como elas pensam, que estrutura estão utilizando ao resolver um problema, para que possamos organizar-lhes tarefas correspondentes ao seu nível mental , de maneira gradualmente mais complexas, possibilitando, assim, estimular seudesenvolvimento de uma maneira contínua, não esquecendo porém, de desafiá-las para crescerem.
UMA CRIANÇA PRECISA TOMAR CONSCIÊNCIA DE UMA AÇÃO E DO MUNDO QUE A CERCA
O professor deve ter sempre uma atitude de indagação, perguntando às crianças o que estão fazendo, como conseguiram realizar a tarefa, por que dessa e não da outra forma. Na medida em que a criança explica o que faz, descrevendo suas ações, estará tomando consciência, dessa ação. A criança deve perceber o mundo que a cerca, sua casa, seus objetos, sua escola, seus amigos, os alimentos etc. Para que ela possa tomar esta consciência. É preciso que manipule os objetos, que visite os lugares. Que fale sobre eles. Que os desenhe.
A CRIANÇA ESTÁ CONSTRUINDO UM MUNDO NOVO
Sempre que uma criança colocar uma questão,seja de natureza cientifica, social, moral ou religiosa, devem os devolver a pergunta e pedir sua opinião, a de seus colegas, a de outros adultos, confrontar as respostas e discuti-las. Não devemos dar as crianças respostas prontas, não só porque atrapalhamos sua busca intelectual, mas, principalmente, porque representamos um poder em que a criança acredita e confia. Quando passamos algo para as crianças que não foi construído por elas, estamos impossibilitando trocas mais justas entre adultos e crianças.
UMA CRIANÇA APRENDE MELHOR BRINCANDO
O LÚDICO (jogos e brincadeiras) é a características fundamental do ser humano. Nossa tendência geral é fazer tudo aquilo que nos dá prazer. Quando trabalhamos naquilo que nos dá prazer, em atividades que gostamos de realizar, poucas razões temos para nos queixar. A criança aprende melhor brincando, e todos os conteúdos podem ser ensinados através de brincadeiras e jogos, em atividades predominantemente lúdicas. Não existe nada que a criança precisa saber que não possa ser ensinada brincando... Se alguma coisa não é possível de transformar-se em um jogo ( problema desafio, certamente não será útil para criança neste momento.
UMA CRIANÇA REPETE EXPONTANEAMENTE POR NECESSIDADE PSICOLÓGICA
Quando a criança aprendeu o conteúdo, o próximo objetivo, em vez da repetição, é a generalização, ou seja, aplicação dessa aprendizagem a diferentes situações. Através da repetição espontânea, a criança sai aplicando, indefinidamente, o esquema adquirido de obter sua consolidação (estrutura permanente).
UMA CRIANÇA PRECISA SER LIVRE: DIRETIVIDADE E EXPONTSNEÍSMO
A diretividade na educação não é, pois uma opção e sim uma necessidade para a criança em uma determinada etapa de seu desenvolvimento. O expontaneísmo, do ponto vista afetivo, pode causar sérios danos ao desenvolvimento da criança, como insegurança, por exemplo, uma vez que é colocada a resolver problemas para os quais não tem esquemas cognitivos ou afetivos para enfrentá-los. Em vez de conseguirmos a independência da criança, construímos o medo e a insegurança.
UMA CRIANÇA PRECISA DE AMBIENTE SEGURO E AFETIVO PARA DESENVOLVER-SE
As crianças vêm de diferentes ambientes familiares não só sob o aspecto econômico, mas também cultural e afetivo. A escola, pois, tem que partir deste dado, garantido que as relações se estabeleçam da maneira mais justa possível. É por isso que numa escola não pode haver preconceitos como: os pobres, os brancos, os negros, os filhos de pais separados, etc. É necessário o exercício da democracia. Para enfrentar todo esse complexo de diferenças e para que esse processo seja possível, a criança tem que perceber a escola como sua.

2 comentários:

  1. BOA NOITE, MEU NOME É CRISTIANE, ESTOU FAZENDO PSICOPEDAGOGIA, E O TEXTO QUE VOCÊ DESENVOLVEU ESTÁ ME AJUDANDO PARA MINHA MONOGRAFIA QUE FALA DA HIPERATIVIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL, OBRIGADA...

    ResponderExcluir
  2. Boa Noite.Este texto que você desenvolveu esta me ajudando a entender melhor a teoria de Piaget.Faço faculdade de Pedagogia estou no 3º semestre.Obrigada.Cleonice

    ResponderExcluir

SEU OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE